25 outubro, 2010

és igual aos outros.

não sei como fui capaz de cair novamente no mesmo erro , num erro que já caí muitas vezes .
parecias ser diferente dos outros , parecias mesmo. eras sincero , dizias coisas que nunca ninguém me tinha dito , com poucas palavras conseguias-me fazer feliz , aqueles momentos de felicidade que à muito tempo já não os tinhas . conseguis-te que eu andasse vinte e quatros horas com um sorrisso na cara , essas vinte e quatro horas passaram para três semanas , mas depois tudo mudou . acreditei em ti , em todas as tuas palavras , dizias que me querias ver bem , que só me querias fazer feliz isso tudo para quê ? para eu agora andar por aí a chorar ? tenho provas que me fizes-te acreditar mesmo em ti . mas parece que agora tudo acabou , página virada . o futuro é para seguir.* e vou fazer isso , ninguém me vai impedir , porque não vais ser tu que me vais prender ao presente muito menos ao passado.

Sem comentários: